×

ELEIÇÕES MG | Com salário de professora, Zema demoraria 2127 anos para acumular o que ganhou em 4 anos

Segundo denúncia da candidata a deputada federal em Minas Gerais, Flávia Valle (MRT), o atual governador do estado e candidato à reeleição, Romeu Zema (Novo), precisaria de 2.127 anos para alcançar a fortuna que acumulou em seus quatro anos de governo. Isso se não gastasse um único centavo nesse período.

segunda-feira 26 de setembro | Edição do dia

Em meados deste mês de setembro, a mídia divulgou os patrimônios de diversos candidatos declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Um dos acúmulos mais escandalosos corresponde ao do atual governador do estado de Minas Gerais, Romeu Zema, do Novo. O mega empresário e candidato à reeleição teve um aumento de mais de 86% de seus bens durante os seus quatro anos de gestão: subiu de R$ 69.752.863,96 para R$ 129.795.313,70.

Segundo a denúncia (veja o vídeo abaixo) da candidatura de Flávia Valle, professora estadual de MG, para acumular tal fortuna, o governador precisaria de 2.127 anos caso recebesse o salário atual de uma professora (segundo o site do SindUTE-MG, o salário atual básico inicial na rede estadual é de R$ 2.350,49). O que piora é que para atingir tal fortuna, ele não poderia gastar nenhum centavo de seu salário.

Tal denúncia se contrasta com as evidências de que a fome se alastra no estado e com o fato de que Zema se negou a pagar o piso salarial aos trabalhadores da educação do estado, após enfrentar uma forte greve destes servidores neste ano que lutavam também contra o Regime de Recuperação Fiscal que o governador do Novo busca aprovar no estado.

Para garantir o não pagamento do piso, com reajuste aprovado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, após a luta dos trabalhadores da educação, Zema acionou o STF e este acatou o pedido para que não seja obrigado a pagar o reajuste aos professores.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias