×

Minas Gerais | Em 4 dias foram registrados 1129 chamados de incêndio em 17 unidades de conservação

Das 7h de segunda-feira (20) até as 7h de hoje (24), de acordo com o corpo de bombeiros foram registrados 1129 chamados de incêndio em áreas de vegetação nas unidades de conservação gerenciadas pelo estado.

sexta-feira 24 de setembro | Edição do dia

Foto: Prefeitura de Congonhas MG

Do total dos chamados de incêndio, 452 são localizados na região metropolitana de Belo Horizonte, capital do estado.

A Secretaria de estado do meio ambiente e Desenvolvimento sustentável (SEMAD) informou que esses focos de incêndio estão localizados dentro de 17 unidades de conservação gerenciadas pelo estado, sendo 3 chamados no dia de ontem.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), de janeiro até agosto deste ano, o estado de Minas Gerais bateu recorde de incêndios florestais contabilizando 4514 focos em todo o estado. A quantidade é mais que o dobro de registrado no mesmo período de 2020, quando alcançou a cifra de 2198 focos.

Pode interessar: Greve Global pelo Clima
Moradores de São Bartolomeu, distrito de Ouro Preto, suspeitam que os incêndios podem ter sido provocados pela ação do próprio agronegócio da região.

Pode interessar: Incêndio na Chapada dos Veadeiros: fogo destrói área equivalente à 24 mil campos de futebol

A suspeita se fortalece quando o próprio estado de MG decidiu iniciar o que chama de “fiscalização ostensiva” nas unidades de conservação “mais vulneráveis”, ação que se iniciou no dia 13 deste mesmo mês conforme relatou aAgência Minas em matéria publicada no mesmo dia.

Se fortalece mais ainda a hipótese de incêndios criminosos quando o próprio Ministério da Economia, chefiado por Paulo Guedes, pediu para o IBAMA que afrouxe as leis ambientais em favor dos interesses de setores privados, ou Bolsonaro que esbanjou menitras na ONU sobre a questão ambiental no Brasil. Essas e outras iniciativas e declarações de agentes bolsonaristas, incluindo aí ministros de governo, reforçam a gana no agronegócio em devastar as florestas e o meio ambiente em nome de aumentar seus lucros.

Segue abaixo a relação das unidades de conservação atingidas pelos incêndios em MG:

Área interna da APA Cochá e Gibão em Bonito de Minas

Área interna da APA Cachoeira das Andorinhas em Ouro Preto

Entorno do PE Serra do Sobrado em São José da Lapa

Área interna do Refúgio de Vida Silvestre Rio Pandeiros em Januária

Entorno do refúgio de Vida Silvestre Macaúbas em Santa Luzia

Entorno do PE Lapa Grande em Montes Claros

Área interna da APA Alto do Mucuri em Ladainha

Área interna do PE Serra do Brigadeiro em Pedra Bonita

Entorno do PE Campos Altos em Córrego Danta

Área intrena do PE Serra do Cabral em Buenópolis

Entorno da Estação ecológica Arêdes em Itabirito

Entorno do PE Sete Salões em Resplendor

Área interna do Refúgio de Vida Silvestre Serra as Aroeiras em Pedro Leopoldo

Área interna do PE Serra do papagaio em Itamonte

Área interna do refúgio de Vida Silvestre Mata dos Muriquis em Santa Maria do Salto

Entorno do PE Sagarana em Riachinho

Área interna da APA Serra do Sabonetal em Itacarambi

Conheça a declaração da Fração trotskista: Greve Mundial pelo clima




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias