Política

CORONAVÍRUS

Manaus pode passar por terceira onda, aponta cientista

Cientista que apontou também a segunda onda do vírus na capital do Amazonas, agora alerta as autoridades sobre possibilidade de terceira onda caso não sejam tomadas medidas severas.

quarta-feira 10 de fevereiro| Edição do dia

Fonte da Imagem: Andre Coelho

O grupo de cientistas que previu a 2ª onda de covid-19 em Manaus, agora fala de uma terceira onda caso a situação na cidade não seja estabilizada.

Segundo Lucas Ferrante, biólogo e doutorando do programa de Biologia do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), essa terceira onda deve se dar ainda em 2021. Ferrante defende que seja feito um lockdown na cidade e que haja uma vacinação em massa mais acelerada que nos outros locais do país.

O grupo é composto também por Philip Fearnside do INPA, Luiz Henrique Duczmal, professor do Departamento de Estatística do Instituto de Ciências Exatas (ICEx) da UFMG, Unaí Tupinambás, docente do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da universidade mineira, Wilhelm Alexander Steinmetz e Jeremias Leão, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Alexandre Celestino Leite Almeida, da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), e Ruth Camargo Vassão, pesquisadora aposentada do Instituto Butantan.

No ano passado, esses mesmos pesquisadores apresentaram um estudo coordenado por Ferrante sobre a situação do Amazonas, que foi desacreditado pela diretora da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) do Amazonas, Rosemary Costa. Na ocasião, Rosemary afirmou que o estudo tratava de um deslegitimação do FVS, uma vez que questionava os dados oficiais. Rosemary faleceu de covid-19 na segunda onda do vírus.

A situação de Manaus expressa a irresponsabilidade dos órgãos públicos em lidar com a pandemia. O negacionismo de Bolsonaro, que negligencia as mortes e o descaso com a população na falta de oxigênio são responsáveis pelas mortes.

Mais do que nunca, em Manaus e no Brasil é necessária vacinação para todos já, para que não haja terceira onda do vírus. A vacinação em massa só pode acontecer com a quebra da patente de vacinação, com o controle dos trabalhadores da produção e com o fim do monopólio das grandes empresas de vacina, que visam o lucro.




Tópicos relacionados

Manaus   /    Crise do Coronavírus   /    Coronavírus   /    Amazonas   /    Política

Comentários

Comentar