×

UNIVERSIDADES FEDERAIS | Por pressão dos estudantes, UFF libera vagas remanescentes para SISU.2

A Universidade mantém a decisão de só ter duas chamadas, mas libera as vagas deste semestre para o próximo, fruto da organização de estudantes pressionando a Reitoria e o DCE. Cursos que não abrem no SISU.2 não terão vagas abertas, deixando ainda uma parcela de estudantes sem vaga. Estudantes também notificaram a UFF pela Justiça e decisão pode ser revertida em favor de mais chamadas.

Calvin de OliveiraEstudante de Geografia da UFF - Niterói

Faísca - UFF@faiscarevolucionaria

terça-feira 15 de junho | Edição do dia

Foto retirada do site oficial da UFF

Em primeira nota oficial do caso, que estudantes vêm denunciando há pelo menos 1(um) mês, a UFF declarou que fará Edital Suplementar para direcionar alunos para o SISU.2. Infelizmente reafirmou a decisão burocrática de manter somente duas chamadas, deixando alunos que não terão seus cursos representados no SISU.2 sem a vaga.

Veja também: Estudantes podem não voltar às aulas presenciais devido aos ataques às universidades de Bolsonaro

“Dessa forma, a UFF está incorporando mais um mecanismo administrativo para aumentar a eficiência do processo e publicará Edital Suplementar – com chamada única para os candidatos ainda em Lista de Espera - para disponibilizar as vagas não preenchidas no primeiro semestre, visando o ingresso segundo semestre de 2021 junto com os demais ingressantes do processo seletivo SiSU 2021.2. Serão disponibilizadas apenas vagas nos cursos em que há ingresso no 2º semestre do ano letivo.” declarou o edital da universidade.

Como viemos denunciando, a medida da Reitoria é absurdamente burocrática, já que historicamente a universidade tem mais de duas chamadas durante o período letivo. Dessa forma, a Defensoria Pública já ajuizou um processo sobre esse assunto feito pelos estudantes que clamam pelo seu direito de acesso à educação, com o decorrer do processo "inovação" da Reitoria pode ser revertida com fim de abrirem novas chamadas.

Em resposta à exigência estudantil, o DCE que deveria se colocar na primeira fila dessa luta, vem respondendo que é um ataque à UFF, e mantém uma defesa das posições da Reitoria mesmo em reunião com os estudantes organizados no instagram @cademinhavaga. Nós da Juventude Faísca, que não fazemos parte dos estudantes que reclamam seu direito mas estamos através deste diário em solidariedade, colocamos em nota como a atuação do DCE é parte de uma política mais ampla de apostar em saídas institucionais e não na força da nossa mobilização.

Leia aqui: Reitoria reafirma que não vai fazer novas chamadas excluindo estudantes de ingressar na UFF com ajuda do DCE

É preciso dizer que se não fossem as dezenas de comentários, reuniões com vereadores, deputados, notas e publicações no instagram, a UFF não iria “inovar” e abrir este novo edital. Como disse uma estudante: “Ficamos felizes por existirem essas novas vagas, mas triste pelos que não têm seus cursos no SISU.2.”

Veja a opinião editorial deste Diário sobre as manifestações do dia 19 e as recentes movimentações na Esquerda Brasileira: A esquerda institucional e a busca de um caminho de subordinação ao PT




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias