×

Greve | Rodoviários de São Paulo começam o dia novamente em greve nesta quarta-feira

A cidade de São Paulo começou o dia com uma nova greve de rodoviários, nesta quarta-feira (29). Os trabalhadores decidiram ontem, em assembleia, paralisar as atividades novamente por 24 horas reivindicando pausa almoço remunerada, pagamento da PLR, fim dos descontos do VR em caso de afastamento com atestado médico e reivindicações do setor de manutenção.

quarta-feira 29 de junho | Edição do dia

No último dia 14, os rodoviários realizaram uma paralisação que segundo o sindicato da categoria conquistou o aumento de 12,47% no salário. Após dois anos sem reajuste, a categoria deu uma importante demonstração de força e que só é possível conquistar nossos direitos confiando nas nossas próprias forças. A nova paralisação ocorre porque a patronal não atendeu o restante das paralisações.

O prefeito reacionário Ricardo Nunes (MDB) saiu em defesa de seus amigos empresário do transporte e contra os rodoviários. Seus discurso vai no sentido de jogar a população contra os rodoviários. Disse que "já estamos há 2 anos sem fazer a correção da tarifa, continua os R$ 4,40 só o diesel, se você comparar de junho do ano passado para junho desse ano aumentou 107%, tem agora esse aumento de 12,47% da correção do salário e do vale, evidente aumentou muito a questão do curso do transporte coletivo e a gente mantém a questão de mesma tarifa e ainda a gente tem a diminuição de usuários e, portanto, a diminuição de receito do transporte coletivos". O que Ricardo Nunes não fala é que o aumento da passagem está a serviço do lucro dos empresários. Enquanto os rodoviários passaram esses dois anos de pandemia arriscando suas vidas, perdendo colegas e com o salário defasado, um punhado de empresários viram suas contas bancárias engordarem as custas dos rodoviários e da população.

Seguindo a linha de Ricardo Nunes, o SPTrans, o sindicato patronal do transporte, obteve na justiça uma liminar que garante uma multa de R$ 50 mil por dia caso os rodoviários não garantam 80% da frota em horário de pico e 60% nos demais horários. Mais uma prova de que a justiça serve apenas aos interesses dos patrões.

Todo apoio à greve dos rodoviários de SP!

Foto: Reprodução/TV Globo




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias